Como você lê e reproduz o que lê e ouve?

Por Fátima de Oliveira.


Ser responsável pelo conteúdo postado nas mídias sociais é estar no adulto saudável.


Você pode ter a ideia de assustar o outro para protegê-lo, você foi usado para fazer isso.


O processo de ajuda não inclui amedrontar o outro. A ajuda saudável traz equilíbrio.


Quando colocamos medo no outro, ficamos com a sensação de superiores.


As mídias estão descaradas, é o tudo ou nada, estão fazendo um desserviço a população.


Se informe por várias fontes. Atualmente tenho buscado as fontes internacionais, de bons pesquisadores, infelizmente, no Brasil a grande maioria está corrompida.


Segue uma excelente reflexão do nada mais nada menos Bruce Lipton. Abraço e bom renascimento Fátima de Oliveira, Terapeuta e Consteladora Sistêmica.


Mensagem do biólogo Bruce Lipton:


"Atualmente, o mundo está assustado com o medo do coronavírus.

Vamos ter um fato claro: se você já teve um resfriado ou gripe em sua vida, é provável que tenha sido o resultado de uma infecção por coronavírus.

Sim, os coronavírus causam resfriados.

Mas estamos sendo programados com a crença de que esse vírus do resfriado em particular é "terminal". Esse medo encerrou concertos, conferências e grandes eventos públicos em todo o mundo. O medo levou a quarentenas e ao fechamento de viagens internacionais.

Mesmo levando a uma severa escassez de papel higiênico na Austrália, os cidadãos estavam preocupados em esvaziar as prateleiras deste produto, antecipando que seriam murados em suas casas com essa infecção.

Primeiro, como esta versão do vírus é terminal?

Sim, houve pessoas que terminaram seu ciclo relacionado à coroa com estatísticas sugerindo que -2% da população infectada está saindo.

Uau! Esse número representa quase 1% a mais de mortes atribuídas a qualquer gripe convencional que o mundo experimenta. O que é enganoso é o medo de que todos os portadores desse vírus sejam extintos do frio. Isso é simplesmente falso! A saúde de quase todas as vítimas desse coronavírus já estava comprometida antes de serem infectadas.

Conforme apresentado em "A biologia da crença", o estresse é responsável por até 90% das doenças, incluindo doenças cardíacas, terminais e diabetes. Quando um indivíduo está sob estresse, a liberação de hormônios do estresse (por exemplo, cortisol) desliga o sistema imunológico para conservar a energia do corpo para escapar do estresse percebido, o proverbial "tigre dental".

Os hormônios do estresse são tão eficazes para comprometer o sistema imunológico, que os médicos fornecem terapeuticamente os receptores de transplante de órgão com hormônios do estresse para impedir que seu sistema imunológico rejeite o implante externo.

A conclusão é clara: o medo do coronavírus é mais mortal que o próprio vírus!

A mídia (talvez em conjunto com a indústria farmacêutica) está comprometendo a saúde das pessoas usando o cartão do medo.

Este é o resultado do pensamento negativo (efeito nocebo), que é o completo oposto do efeito placebo, que se manifesta através do pensamento positivo.

Se você se esforçar para manter-se saudável, com boa nutrição, exercício, tomando vitaminas e suplementos e, o mais importante, evitando o estresse (por exemplo, o "medo" do vírus), mesmo se você for infectado pelo vírus, provavelmente acabará febre fria e / ou leve.

Se você é alguém com um sistema imunológico comprometido, é importante se cercar de familiares e amigos amorosos, natureza e pensamentos positivos, além de qualquer outra nutrição e vitaminas que você já esteja tomando para sua saúde e bem-estar.

Seguir a sua intuição sobre o que é melhor para você é fundamental! O ponto aqui é que, independentemente de quem você é e qual é sua saúde, você só se beneficiará de evitar o medo e se apoiar da maneira que lhe parecer melhor.

Lembre-se da verdade da física quântica, a mais válida de todas as ciências do planeta:

A consciência está criando suas experiências de vida.

Você está ciente de doença ... ou saúde?

À todos saúde, felicidade e harmonia."

0 visualização

NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Contatos: