EMPREENDER EM TEMPOS DE PANDEMIA

Por Marcelo Cândido


Empreender é um desafio em qualquer época, seja num novo negócio ou com uma empresa já existente, pois temos uma sensação de nos lançarmos num caminho muitas vezes desconhecido e com várias incertezas. Em tempos de pandemia, essas incertezas são potencializadas num cenário desalentador e assustador.


Acompanhamos várias pessoas e empresas descobrindo ou redescobrindo maneiras diferentes de atuar e colocando habilidades até então desconhecidas em ação, sejam elas: na culinária, na área artística, da tecnologia ou na elaboração de novos produtos e serviços.

Um passo fundamental para empreender é ter dedicação com nosso projeto e possuir um mínimo de conhecimento naquela área que escolhemos e perceber qual o motivo que nos leva a seguir adiante. Muitas vezes olhamos as pessoas empreendendo e imaginamos que o caminho é igual e “copiamos” as ideias dos outros e nesse instante percebemos uma onda de pessoas e empresas fazendo as mesmas coisas. Nesse momento podemos nos questionar: qual a nossa coerência com o negócio criado? Representa realmente minha essência e identidade?


Independente de termos inúmeros concorrentes naquilo que nos dispusermos a fazer, o essencial é conectarmos com o nosso sentido (para quê) de realizar esse empreendimento e qual sua relação com nossos valores e propósitos.


Importa também ampliar nossa consciência e visão de como vamos atender nossos clientes e estabelecer as possíveis parcerias, pois se não tivermos congruência em nosso discurso com as práticas adotadas, isso possivelmente será percebido por clientes, fornecedores e parceiros, provocando provavelmente a estagnação de nosso empreendimento.


Certa vez alguém disse que empreender é ver primeiro o que ninguém viu, ou ainda, enxergar o óbvio onde ninguém teve a paciência de ver o simples pela perspectiva de clientes, empresas ou pessoas.


Empreender na pandemia é um desafio descomunal, pois os cenários atuais são muito mais complexos e instáveis do que já estávamos habituados e se olharmos para o futuro, as questões sanitárias, econômicas e sociais são extremamente preocupantes.


Sabemos que é possível imaginar alguns caminhos e respostas para estes desafios através do autoconhecimento, identificando nossos recursos internos e olhando além dos problemas que temos, ou seja, mesmo diante da tempestade, focarmos numa solução viável. Quando permitimos desviar nossa atenção do problema e imaginarmos a solução através de um processo estruturado de percepção, existem possibilidades de resultados efetivos e até mesmo antecipando medidas para evitarmos ou mitigarmos um colapso, quando isso parece ser inevitável. Agindo agora com as informações e possibilidades de mudança que se apresentam é fundamental para a situação atual não se agravar ainda mais. Portanto, um atendimento de Coaching Integrativo Sistêmico ou uma Visualização Empresarial podem contribuir na ampliação da visão ou da consciência diante daquilo que parece não ter saída e, a partir desse olhar verificar um novo posicionamento, resgatando ou criando ideias e alternativas de sobrevivência do empreendimento.


Na visão sistêmica, olhamos de maneira ampla para o contexto do negócio e do empreendedor, realizando questionamentos e reflexões através de vivências e exercícios práticos para encontrar possíveis soluções aos problemas e dificuldades do empreendimento.


No Empreendedorismo Sistêmico, destacamos a importância de nossas intenções na elaboração de um projeto, de um plano de negócio ou na comercialização de produtos/serviços que oferecemos aos nossos clientes e quais são as convicções que nos fazem acreditar no negócio e mesmo diante de um cenário turbulento, reconhecermos nosso senso de realização pessoal e profissional.


Nestes tempos de pandemia, antes de entrar em colapso emocional ou financeiro chegando a uma possível falência, importa olhar novas possibilidades de solução através do Empreendedorismo Sistêmico. Com uma proposta interativa de identificar um bom caminho, avaliando as prioridades e oportunidades ao longo da jornada, bem como, quais alternativas podem estar ao alcance de nossas mãos, se faz necessário também, engajar nossas equipes e interessados no negócio, cumprir com nossas promessas e planos pessoais e finalmente mensurar as ações de nosso empreendimento através de boas práticas e análise dos resultados.


Todo empreendedor tem seu valor e merece reconhecimento por sua iniciativa, coragem e pela contínua esperança em dias prósperos e melhores.


Vamos em frente!!!


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1+1 é 2?