O que é a Pedagogia Sistêmica Hellinger?

Por Sofia Mateus.


Na minha opinião a Pedagogia Sistêmica Hellinger é uma benção de Deus sobre os homens, mulheres e crianças.


Bert Hellinger ao descobrir as leis naturais que atuam sobre os relacionamentos humanos, traduziu para a humanidade o que leva um relacionamento  à ser bem-sucedido ou mal sucedido.


Por definição Angélica Olvera diretora da Cudec, escola Mexicana que já trabalha com a Pedagogia Sistêmica Hellinger há mais de 18 anos, a Pedagogia é a arte de acompanhar aquele que aprende.


Então, a pedagogia que é a arte de acompanhar aquele que aprende ao se unir à filosofia de vida de Bert Hellinger, se transforma na Pedagogia Sistêmica Hellinger.


Imagine que o chão de onde você está agora representa a filosofia Hellingeriana. Você está agora inserido na filosofia de vida de Bert Hellinger.


Se nos movemos na vida de acordo com as Ordens do Amor, estamos nos movendo em conformidade com as Leis da Natureza.


Na natureza não há violência e nem conflitos. A grama por exemplo não se esforça para crescer. Então porque nas escolas há tanta violência? A violência surge quando as Ordens do Amor não são respeitadas.


Porque há tantos conflitos entre pais e alunos?


Porque os alunos se esforçam tanto para aprender?


Isso acontece porque os relacionamentos humanos estão em desordem.


A inclusão da visão sistêmica de Bert nas escolas vai colocando as pessoas, os sentimentos e a escola em seus respectivos lugares.


Agora chegamos a um ponto importante. Quem mais precisa saber o seu lugar? Pais, Alunos ou Professores?


Todos precisam saber seus lugares, em especial o professor, pois é ele quem acompanha aquele que aprende e o que facilita muito a aprendizagem é quando o professor está no lugar de professor.


Vou explicar melhor.


Quando o professor está no lugar de aluno, ele se faz pequeno e espera que o aluno lhe dê algo.


Quando o professor está no lugar de pai, ele desrespeita o pai. Ele está querendo salvar o aluno.


Quando o professor está no lugar de professor e foi treinado com as “ferramentas” da filosofia de Bert, aí então o professor tem a atenção do aluno e facilita de fato a aprendizagem: acompanhando de forma eficaz aquele que aprende.


O que o aluno leva para a escola em sua mochila? O aluno leva coisas visíveis: lápis, cadernos, canetas e outras coisas invisíveis, tais como a preocupação com a mãe, a saudade do pai que está ausente, a tristeza da avó e tudo que em seu sistema familiar estiver em desordem, ou seja todos os seus emaranhados. Traz também em  sua mochila sentimentos adotados. Esse conjunto de coisas invisíveis fazem com que o aluno não tenha atenção ao conteúdo, se torne violento com seus colegas e professores, consequentemente as notas são baixas.


Sentimentos adotados são sentimentos que o indivíduo vive pensando que são exclusivamente sentimentos só dele próprio.


Entretanto, através do fenômeno das Constelações Familiares, podemos observar que o sentimento do filho foi adotado por exemplo do avô.


Com a aplicação desta nova forma de acompanhar a aprendizagem de crianças, adultos e idosos temos com resultados alunos com melhores notas, ambiente escolar menos violento e mais harmônico, pais e professores trabalhando em conjunto. Uma melhor qualidade de vida para pais, mães, alunos, professores, coordenadores, diretores e escolas. Pessoas mais felizes !



59 visualizações

NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Contatos: